Palpi
Loading...

domingo, 17 de maio de 2015

Sem Limites


Gostei desse filme!


Dá pra assistir

Essa história de que ator não sai de casa para fazer filme ruim é mentira, e das grossas. Eles saem, sim, e muito mais vezes do que gostariam.

Oblivion, com Tom Cruise e Morgan Freeman. Não é aquelas coisas, mas dá pra assistir.

Transcendence - A Revolução, com Johnny Depp e Morgan Freeman. Também não é aquela coisas, mas dá pra assistir.

Ambos podem entrar na categoria dramalhão tecnológico. Com certeza, esses atores não teriam saído de casa para fazer tais filmes. Não mesmo!


Melancolia

Queria assistir, mas na hora H arrumava outra coisa mais urgente a fazer. Ontem, depois de anos e anos, resolvi que o veria.
Antes, li uns comentários por aí, muita gente gostou muito. Chamaram-no de um dos melhores filmes do cineasta, falaram em abertura de tirar o fôlego -- justamente onde notei que o filme não era pra mim -- e, acredite, de impressionante.
Lars von Trier que me desculpe, mas eu poderia ter passado a vida toda sem assisti-lo. Vi 1h15m ou pouco mais. O filme me fez mal do começo até essa parte; claro que não consegui vê-lo até o fim. Um tédio profundo aliado a uma dor de cabeça invadiram meu ser. E não venham dizer que perdi a melhor parte, porque um filme que precisa de duas horas para mostrar a melhor parte, indiscutivelmente, não é pra mim. O cenário é bonito, os atores são bons, mas, pqp, pra que um filme tão lento?! Impressionante mesmo!


sexta-feira, 15 de maio de 2015

Estar apaixonado pode ajudar a perder peso

Pode não! Ajuda mesmo! A loucura é tanta que a gente perde a fome. Pra dizer a verdade, a gente pode perder mais do que isso... ;)

Fonte: O Globo